Mundo

Reunião de emergência aborda situação na Síria

O Conselho de Segurança da ONU reuniu-se ontem numa sessão aberta para discutir a situação na Síria, em consequência dos intensos combates no noroeste do país, informaram diplomatas.

Província de Idleb tem sido alvo de bombardeamentos
Fotografia: DR

O encontro, que não estava planeado, foi solicitado pela Bélgica, Alemanha e Kuwait, três membros não permanentes e responsáveis pela componente humanitária da ONU para a Síria, acrescentou a fonte.
Os Estados Unidos pediram para que se adicionasse à reunião à agenda política.
Em Maio, foram realizadas várias reuniões do Conselho de Segurança da ONU sobre a Síria e a situação de Idleb, com o receio de se tornar numa “catástrofe humanitária”, esteve no centro das discussões. A província de Idleb tem sido nas últimas semanas alvo de bombardeamentos, todos os dias, provocados pelas forças sírias e aliados.
Esta região, que é controlada pelos rebeldes, foi objecto de um acordo entre a Rússia e a Turquia, com a criação de uma “zona desmilitarizada” que permitiu evitar uma grande ofensiva.
O aumento da violência, na região onde vivem cerca de três milhões de pessoas, já causou 400 mortes de civis desde o final de Abril, segundo o Observatório Sírio de Direitos Humanos e desalojou 270 mil pessoas, de acordo com dados da Organização das Nações Unidas.
A guerra na Síria, que teve início em 2011, já causou mais de 370 mil mortos e vários milhões de deslocados.

Tempo

Multimédia