Mundo

Rodrigo Duterte ameaça de morte polícias acusados de corrupção

O Presidente das Filipinas, Rodrigo Duterte, ameaçou matar uma centena de polícias acusados de corrupção e abuso de poder, anunciou
ontem a Presidência num comunicado.

Fotografia: DR

“Vocês são inúteis para mim e um flagelo para a sociedade”, afirmou Rodrigo Duterte, na terça-feira à noite no Palácio Presidencial. De acordo com o comunicado, citado pela agência de notícias Efe, esta é a segunda vez que o Presidente filipino convoca “polícias acusados de corrupção ou más práticas” para os avisar publicamente, dado que as imagens foram gravadas e transmitidas repetidamente na televisão filipina. Duterte chamou cerca de 200 polícias, acusados de mau comportamento no auge da guerra contra as drogas que expunha as práticas abusivas da Polícia. Segundo o comunicado, citado pela Efe, entre os agentes que foram na terça-feira ao Palácio Presidencial, havia três que já cumpriam pena de prisão por abusos.

Tempo

Multimédia