Mundo

Sérgio Moro pede demissão

O ministro da Justiça do Brasil, Sérgio Moro pediu hoje demissão do governo de Jair Bolsonaro depois de o presidente da República ter manifestado em reunião a intenção de mudar o director-geral da Polícia Federal Maurício Valeixo, avança o Diário de Notícias.

Fotografia: DR

Segundo a imprensa brasileira, o Presidente está a tentar demover o ministro dessa decisão. E conselheiros do palácio do Planalto tentam-no demover a ele da intenção de trocar o comando da Polícia Federal.

Maurício Valeixo tem sido questionado por Bolsonaro desde meados do ano passado. O presidente não tem gostado da acção do director da polícia em casos judiciais que lhe dizem respeito, nomeadamente na investigação ao seu filho, senador Flávio Bolsonaro, acusado de associação criminosa e lavagem de dinheiro.

Por outro lado, nos últimos dias o Presidente vem tentando reaproximar-se do Congresso Nacional - e no Congresso Nacional, o ministro da justiça e da segurança é mal visto desde que a Operação Lava-Jato, que ele liderou, condenou deputados e senadores. Alberto Fraga, ex-deputado ligado a Bolsonaro, já criticara Moro em Fevereiro deste ano, assegurando que desempenharia melhor o cargo de ministro do que o ex-juiz.

Moro é considerado "super ministro" por juntar justiça e segurança numa só pasta e pela popularidade que obteve enquanto juiz do Petrolão. Entre os políticos que Moro condenou, Lula da Silva, que liderava as sondagens para a eleição presidencial em que Bolsonaro acabaria por se eleger.

Na semana passada, Bolsonaro demitiu outro ministro popular, Luiz Henrique Mandetta, o titular da saúde, que estava em destaque no combate ao coronavírus.

 

Tempo

Multimédia