Mundo

Sudão: Militares pedem aos partidos um primeiro ministro civil

Victor Carvalho

O Ministério dos Negócios Estrangeiros do Sudão apelou hoje, à comunidade internacional para que apoie o Conselho Militar neste período de transição para a democracia, revela a agência Reuters.

Fotografia: DR

 O pedido foi lançado depois de mais uma reunião realizada entre membros do Conselho Militar de Transição e representantes dos partidos da oposição, durante a qual lhes foi pedido que encontrem o nome de uma personalidade civil de consenso para assumir o cargo de primeiro-ministro no Governo que deverá conduzir o país à realização de eleições no prazo de dois anos.

“Queremos que cheguem a um acordo para encontrarem uma figura independente para ser primeiro-ministro de um Governo civil”, disse a vários representantes de partidos o tenente Yaser al Ata, membro do Conselho Militar de Transição, na reunião que juntou na mesma mesa militares e representantes dos partidos políticos.

Contrariamente ao que tinha sido noticiado pela Rádio Miraya, uma estação que pertence às Nações Unidas e que serve aquela região africana, as autoridades do Sudão do Sul desde que foi assinado o acordo interno de cessar-fogo deixou de estar dependente do espaço aéreo do Sudão para a aterragem e descolamento de aviões.

As mesmas autoridades aeroportuárias do Sudão do Sul dão como exemplo o facto de aviões das companhias do Quénia, Rwanda e Etiópia chegarem e partirem de Juba sem necessidade de sobrevoar o espaço aéreo do Sudão, que permanece encerrado desde a queda de Omar al-Bashir.

 

 

 

Tempo

Multimédia