Mundo

Tribunal nigeriano adia julgamento do líder xiita

Um tribunal nigeriano adiou, ontem, o julgamento do líder xiita Ibrahim Zakzaky por uma semana, até 5 de Agosto, depois de este ter faltado aos procedimentos marcados por “razões de saúde”, revelou a Reuters.

Fotografia: DR

De acordo com o advogado do líder do IMN, Femi Falana, o estado de saúde de Zakzaky “é muito mau”, garantindo que não era capaz de “subir os degraus da escada do tribunal”, tendo ainda sublinhado que o juiz concordara com a ausência e com o adiamento do julgamento.
Os advogados de Ibrahim Zakzaky exigiram a libertação do líder xiita sob fiança para poder ser tratado na Índia, defendendo que este não recebe cuidados médicos adequados desde a detenção, a 14 de Dezembro de 2015, segundo o diário nigeriano “The Punch”. Femi Falana disse que Zakzaky continua com projécteis de bala de há quatro anos que precisam ser retirados do corpo. “Os projécteis resultaram numa infecção por chumbo e precisam de ser retirados urgentemente por pessoal médico extremamente qualificado”, defendeu o advogado.

 

Tempo

Multimédia