Opinião

A palavra do directorver todas

Artesãos do jogo

Artesãos do jogo
Já não se fazem Palancas como antes. É, pelo menos, a ideia que fica do rescaldo da prestação no Egipto, onde o combinado nacional deixou uma imagem desoladora e assinou uma propaganda tosca do futebol angolano. E para encontrar quem ergueu com honra e dignidade o símbolo nacional que é a bandeira nem é necessário um mergulho tão fundo no passado, ao ponto de trazer à conversa Ndunguidi, Jesus, Fusso, Sarmento, Napoleão, Luvambo, Garcia, Saavedra, Carlos Pedro ou outro futebolista do mesmo contexto. Basta, para atestá-lo, um recuo aos anos 1990.

Liberdade e solidariedade

Liberdade e solidariedade
É costume dizer-se que o tempo é o melhor barómetro para se tirarem as conclusões e se medirem resultados de algum facto ou decisão, porque geralmente no calor das discussões e das acções há sempre posições que se extremam, transmitindo a ideia de clivagens insanáveis. Não faz muito (honestamente até aos dias de hoje só que em muito menor escala), especulava-se e insistia-se bastante na existência de uma crise política em Angola, como corolário de algumas decisões tomadas pelas novas autoridades do país na cruzada contra a corrupção e a impunidade, dois males que prejudicaram, e ainda continuam, o desenvolvimento nacional e uma melhor distribuição da riqueza que alguns julgavam tratar-se de herança.

Citaçõesver todas

"É urgente trazer de volta o Cuanza-Sul entre os polos piscatórios de referência no país” Maria Baptista Ministra das Pescas

“A paz é o bem maior e inalienável que o povo angolano conquistou e que pode ter e preservar para a contínua criação da estabilidade política e caminhar para um processo de paz social” Nuno Carnaval, Deputado do MPLA

“Os jogadores, a equipa técnica e a Federação Angolana de Futebol (FAF) tudo fizeram para representar de forma condigna o nosso país. E quando assim acontece, devemos apoiá-los, não obstante alguns erros cometidos, dos quais devemos tirar ilações para se evitar em outras circunstâncias” Carlos Almeida, Secretário de Estado para o Desporto

“Neste momento, o nível de liquidez em moeda estrangeira nos bancos comerciais está reposto. Tivemos o cuidado de ter uma abordagem prévia com os bancos comerciais” Lima Massano, Governador do Banco Nacional de Angola, ao referir-se à movimentação de contas em divisas por parte dos seus titulares

Colunas

Mundo Africanover todas

Ugandesa cumpre prisão por mutilação genital da filha

Ler mais

Nos tempos que corremver todas

“Redimidos” alemães na lógica americana das migrações

Luis Alberto Ferreira |*

Ler mais

As Subesferasver todas

Contra-cultura e contra-informação no caos argentário

Luis Alberto Ferreira

Ler mais

Crónicas à Média Luzver todas

Uma conferência em Berlim

Artur Queiroz

Ler mais

Mundo Árabever todas

Víctor Jara e

Luis Alberto Ferreira |

Ler mais

Observatório do Balãover todas

Impulsos patrióticos

Arnaldo Santos

Ler mais

Nova Ordem Internacionalver todas

O estado do Estado

José Goulão

Ler mais

Ventos do Ocidentever todas

Preconceitos com a comida e tripas à moda do Porto

Luis Alberto Ferreira |

Ler mais

Palavras à Soltaver todas

A III República

João Melo |

Ler mais

Terra Comprometidaver todas

As eleições na Grécia e o triunfo do medo

José Goulão|

Ler mais

Tempo

você e o jornal de angola

PARTICIPE

Escreva ao Jornal de Angola.

enviar carta

Multimédia