Opinião

Aviso de chuvisco para o que aí vem

Luciano Rocha

A chuva-de-caju, que choveu há dias, em tempo certo, espero tenha servido, ao menos isso, para pôr peso na consciência dos responsáveis pelo bem-estar dos luandenses e desaproveitaram o tempo seco para fazer o que deviam.

Esta chuva pequenina, que choveu ontem, há-de estar a ajudar a florir cajueiros e mangueiras em vários lugares, como já fez, noutros tempos, em Luanda, quando ela tinha, por todo o lado, paus daqueles frutos e de tantos outros sacrificados à força assassina de tractores e camartelo em nome de um discutível progresso, tantas vezes bacoco.
O tempo do Cacimbo é curto. Por isso, deve ser preparado com antecedência, de forma a ser aproveitado ao máximo, com trabalhos que a chuva impede de realizar. Mas, pelos vistos, os tais responsáveis andam distraídos, ou não. Talvez, mais uma vez, escudados da impunidade, tenham seguido à risca o exemplo da cigarra e rido do da formiga.
O pior é que as consequências - pelos menos até agora -, não os atinge e os castigados são os cidadãos comuns, os que têm de circular de carro ou a pé por esta Luanda, coitada, que já nem cajueiros e mangueiras tem para as chuvas pequenas de Setembro e Outubro os ajudarem a florir.

Tempo

você e o jornal de angola

PARTICIPE

Escreva ao Jornal de Angola.

enviar carta

Multimédia