Opinião

Caos e culpados

Luciano Rocha

O caos do tráfico rodoviário e pedonal em Luanda tem culpados e todos sabem quais são, entre eles os agentes da Polícia Nacional de “serviço” na via pública que, pela postura, parece terem por missão o incitamento à transgressão.

A Baixa, por motivos óbvios, é das áreas da capital, onde o desrespeito à ordem pública se torna mais descarado. Desde viaturas estacionadas em locais onde não podem, alguns devidamente assinalados, até motociclos em contramão ou jovens em patins, em riviengas por ruas apinhadas de automóveis, tudo acontece perante a inacção de agentes da Polícia Nacional. Mesmo sem querer tomar a árvore pela floresta, a verdade é que são demasiados os casos daqueles que a coisa que melhor fazem, às claras, é desonrar a farda que envergam, pondo em causa o bom nome da corporação servida, em paralelo, por pessoas honestas, apostadas em justificar o que lhes é pago para manterem a ordem e a lei. Por isso, estranha-se que ninguém com responsabilidades tenha já posto cobro a esta situação que envergonha e indigna a maioria dos cidadãos.
O Estado não pode continuar a pagar a quem não faz nada ou, pior, faz o que não deve. Há muita gente desempregada a precisar de trabalhar e capaz de justificar o que ganha.

Tempo

você e o jornal de angola

PARTICIPE

Escreva ao Jornal de Angola.

enviar carta

Multimédia