Opinião

Cuba "brilha" na feira turística espanhola

No meio de um atractivo particular sobre lazer como indústria de viagens, os presentes na 38 ª Feira Internacional de Turismo de Espanha (Fitur 2018), de Madrid, têm muitos  olhares  postos na presença cubana. Daí que como parte da reunião, a Real Academia Espanhola de Gastronomia, declarou a Havana como Capital da coquetelaria de Iberoamérica.

A declaração assinaram-na no stand insular o Presidente da Real Academia de Gastronomia de Espanha, Rafael Ansón, e o Ministro de Turismo de Cuba, Manuel Marrero. Precisamente, a América Latina tem um impacto muito particular em Fitur, sobretudo a partir de paisagens muito conservadas e outros atractivos como a cultura, artesanato e tradições. Por exemplo, a diversidade da oferta turística que oferece à Cidade de México é chave de seu incremento nos últimos cinco anos, já que poderia fechar 2018 com quase 14 milhões de visitantes nacionais e estrangeiros.
O director de Grandes Eventos e a directora de Avaliação e Informação Estratégica do Fundo Misto de Promoção Turística da Cidade de México, Mauricio Reyna e Carla Humphrey, respectivamente, destacaram que a marca da capital do país se consolida cada vez mais nesta actividade. Neste sentido, Colômbia e a Organização Mundial do Turismo (OMT) lembraram hoje o desenvolvimento conjunto de projectos de infra-estrutura, impulsionar oportunidades de investimento e apoiar empreendimentos de inovação turística. O acordo conseguiu-se durante um encontro entre a ministra de Comércio Exterior colombiana, María Lorena Gutiérrez, e o novo Secretário Geral da OMT, Zurab Pololikashvili, como parte do desenvolvimento de Fitur. Gutiérrez esteve acompanhada pelo embaixador de Colômbia em Espanha, Alberto Furmanski Goldstein, e a vice-ministra de Turismo, Sandra Howard Taylor. Por outro lado, o Ministério de Culturas e Turismo de Bolívia promove o Carnaval de Oruro 2018 na Feira de Madri.
Nesta edição, que se celebra de 17 a 21 de Janeiro, a nação andina amazónica procura cativar o mercado europeu com a mostra das danças, vestimentas e música que caracterizam o citado carnaval. De acordo com a directora geral de Turismo, Mónica Chacón, a promoção do Carnaval de Oruro nos últimos meses de 2017 baseou-se na instalação de vallas promocionais nos aeroportos internacionais do Alto, Cochabamba e Santa Cruz, bem como em pontos estratégicos. Além disso, uns trinta ministros de turismo africanos coincidiram num foro celebrado na capital espanhola no valor da biodiversidade para promover a Marca África no sector. Disseram que precisam que África tenha uma marca mais positiva.
Nesta mesma feira, a Associação Portuguesa de Turismo outorgou o prémio como melhor documentário, ao documentário Tortilla Ceremonial realizado por Roberto Ruiz Espalhe, cinegrafista da Secretaria de Turismo do Estado. O documentário destaca a preservação, promoção e o valor da Cozinha Guanajuatense (México). Precisamente, durante Fitur conheceu-se que 39 milhões de turistas estrangeiros visitaram o México em 2017, cifra que supera o recorde atingido em 2016 com 35 milhões, informou o ministro de Turismo, Enrique da Madrid.

Tempo

você e o jornal de angola

PARTICIPE

Escreva ao Jornal de Angola.

enviar carta

Multimédia