Opinião

Plantar é moda

Luciano Rocha

A moda agora, é disso que se trata, e, como todas, é por vagas, que vêm e vão, como as ondas do mar, é plantar árvores, sempre com avisos à comunicação social.

Moda que é moda tem direito a “notícia” nos jornais, rádio, televisão. Os protagonistas provêm dos mais variados sectores. Principalmente, em tempo de eleições. No caso presente, autárquicas. Coisa que a maioria de nós - para não dizer todos - sabe nada. O que não impede que surjam “especialistas em generalidades” a botar palavras. Quase sempre desconexas. Porque vazias de originalidades e convicções. Repetitivas. Por tal razão, enfadonhas.
O luandense comum, a quem já nada surpreende, hesita entre rir e proferir impropérios. Impulsionados pela indignação - que não transcrevo por respeito a leitores mais pudicos - e pergunta-se como é possível tal arrojo. O que interessa plantar árvores para as deixar morrer por abandono?
Luanda, lembro a quem as planta agora, já foi terra de muitas árvores. De Sombras e frutos. Mas isso, era quando ela tinha céu e mar azuis, iguais não havia. E eram tratadas com amor. Ao contrário do que sucede hoje.
Plantar árvores não custa nada. Ainda por cima, se for por quem lhes desconhece a razão de existir. Fazer um filho é fácil. Difícil é criá-lo, amá-lo.

Tempo

você e o jornal de angola

PARTICIPE

Escreva ao Jornal de Angola.

enviar carta

Multimédia