Opinião

A palavra do directorver todas

Omeletes precisam de ovos

Omeletes precisam de ovos
A história não se apaga... Se hoje estamos a atravessar uma situação verdadeiramente difícil e catastrófica em termos económicos é porque ontem foram tomadas decisões, no mínimo questionáveis, cujo resultado está absolutamente à vista de todos: a longa discrepância, acentuando as desigualdades sociais, entre um punhado de gente que enriqueceu à custa do erário e a maioria dos angolanos que mal sobrevive com menos de cinco dólares.

O Jornalismo não está em “modo” espera

O Jornalismo não está em “modo” espera
O jornalista é, muito provavelmente, quem mais arrisca a vida em ocorrências que a outros grupos profissionais diz particularmente respeito. Está presente em guerras, incêndios, tumultos, sequestros, ataques armados e biológicos, enfim ..., uma curta lista. E nestes tempos de eclosão da ameaça invisível a olho nu, a imprensa é atraída, obviamente, para recolher informações e depoimentos, gravar gestos de coragem e exemplos de sacrifício, registar tragédias familiares e actos de sobrevivência ou juntar provas de sofrimento extremo e acções únicas de voluntarismo que permitem a outros seres humanos continuar em vida.

Citaçõesver todas

“Dependemos muito do petróleo, mas isso não é o nosso problema. O nosso problema é não sermos capazes de produzir outras coisas que não o petróleo e não é o Estado que vai produzir bens e serviços, quem vai produzir são os privados” Carlos Rosado de Carvalho, Economista, sobre as oscilações do preço do barril

“O Executivo angolano trabalha arduamente na liberalização do nosso sector e tem estado a desenvolver o investimento, tanto público quanto privado nas infra-estruturas.Temos os desafios da regulação e se estivermos unidos estaremos mais fortes” José da Rocha, Ministro das Telecomunicações e Tecnologias de Informação

“O povo é o ponto de partida e de chegada, de tal modo que é crucial a mobilização dos cidadãos a sua participação consciente nos processos de transformação social, que garantam a autonomia, a integração comunitária e o protagonismo social dos grupos mais vulneráveis” Luísa Damião, Vice-Presidente do MPLA

“Existem duas situações em que o indivíduo pode ser detido em condições de emergência, nas quais a Polícia pode fazê-lo quando há urgência e não tem tempo suficiente para recorrer ao Ministério Público para emitir um mandado competente” Vanderley Mateus,Director nacional de Investigação e Acção Penal da PGR, a propósito da detenção do empresário Bento Kangamba

Colunas

Mundo Africanover todas

Ugandesa cumpre prisão por mutilação genital da filha

Ler mais

Editorialver todas

O continente africano e o cessar-fogo global

Ler mais

Nos tempos que corremver todas

“Redimidos” alemães na lógica americana das migrações

Luis Alberto Ferreira |*

Ler mais

As Subesferasver todas

Afinal Antwan Scott vai jogar pelo Petro

Anaximandro Magalhães

Ler mais

Crónicas à Média Luzver todas

Outro lado das compras

Guimarães Silva

Ler mais

Mundo Árabever todas

Víctor Jara e

Luis Alberto Ferreira |

Ler mais

Observatório do Balãover todas

Impulsos patrióticos

Arnaldo Santos

Ler mais

Nova Ordem Internacionalver todas

O estado do Estado

José Goulão

Ler mais

Ventos do Ocidentever todas

Preconceitos com a comida e tripas à moda do Porto

Luis Alberto Ferreira |

Ler mais

Palavras à Soltaver todas

Vírus do oportunismo

Luciano Rocha

Ler mais

Terra Comprometidaver todas

As eleições na Grécia e o triunfo do medo

José Goulão|

Ler mais

Tempo

você e o jornal de angola

PARTICIPE

Escreva ao Jornal de Angola.

enviar carta

Multimédia