Opinião

As famílias e os carenciados

Tem se dito que entrámos numa nova era de governação , em que se pretende combater  práticas  que são lesivas  do interesse público.  Sou um angolano que  é optimista  quanto ao futuro. Acredito que muita coisa pode vir a mudar no futuro , para melhor .

Os angolanos estão à espera  de grandes e efectivas mudanças a médio prazo, ao nível económico e social .  Um dos grandes problemas do país são os baixos rendimentos das famílias . É importante  que os governantes tomem medidas urgentes para se resolver o problemas dos baixos rendimentos das famílias  pobres.  Há inúmeras famílias que  têm enormes dificuldades para garantir o seu sustento.  Alguém já imaginou como se pode viver com vinte mil kwanzas mensais?  Há muita riqueza concentrada  em muitas poucas pessoas  e  há, ao mesmo tempo, muita pobreza entre a maioria da população . Sei que não é fácil governar em conjuntura de grave crise económica e social, mas é possível fazer-se alguma coisa para que os pobres não sofram demasiado. O nosso Governo tem de resgatar os valores de solidariedade e trabalhar intensamente para que os mais carenciados  sofram menos. Tem de se acabar com a insensibilidade  em relação aos pobres. Há uma grande esperança de que muita coisa mude no país. Aqueles que prometeram mudar o país devem assumir as suas responsabilidades. O povo há-de apoiá-los.

Narciso João | Sambizanga

Tempo

você e o jornal de angola

PARTICIPE

Escreva ao Jornal de Angola.

enviar carta

Multimédia