Opinião

Falta de livros

Sou encarregado de educação e fiquei muito triste quando soube  que um dos meus filhos, que estuda a terceira classe tinha sido impedido de  assistir às aulas, porque não tinha o livro de língua portuguesa. Acontece que é difícil encontrar o livro de língua portuguesa da terceira classe.

Penso que os professores não deviam impedir que crianças, que não têm culpa  de  não poderem ter  um livro, de assistir às aulas. O professor do meu filho devia, quanto a mim, contactar o encarregado de educação da criança para solucionar o problema. Apelo a todas as direcções de escolas públicas ou comparticipadas para não permitirem que crianças sejam impedidas de assistir às aulas ou que sejam expulsas das salas. É possível encontrar soluções para este problema  da falta de livros. Há por outro lado, crianças que não têm livros porque os pais não têm dinheiro. Há pobreza extrema no nosso país e os nossos professores deviam ter conhecimento disso e terem uma atitude mais flexível. Precisamos de ter as nossas crianças na escola. As crianças devem ser tratadas com muito carinho. Não custava  nada ao professor que impediu o meu filho de entrar na sala de aula de o colocar ao lado de um colega. O que todos nós queremos é que todas as crianças estejam na escola.

Jesus Lucas | Camama

Tempo

você e o jornal de angola

PARTICIPE

Escreva ao Jornal de Angola.

enviar carta

Multimédia