Opinião

Gestos de auto-ajuda

Escrevo pela primeira vez para o Jornal de Angola e gostaria de abordar a situação relacionada com a necessidade da promoção de actos sociais de inter-ajuda, auto-ajuda, fraternidade, solidariedade, entre outros gestos.

Atendendo que temos numerosos problemas que afectam a personalidade e saúde das pessoas, que muitas vezes não bastam as unidades hospitalares para os resolver, nada melhor do que iniciativas complementares.
Sem pretensão de substituição das tradicionais formas de resolução de alguns problemas, espero que a sociedade seja mais proactiva na busca de formas alternativas para resolver os seus problemas. A criação de grupos como  de “alcoólicos anónimos”, apenas para exemplificar com este caso, constituiria um procedimento e gesto importantes para ajudar a muitos que se sentem, inclusive, sem força anímica para inverter o quadro que os afecta.

Jorge Bastos | Prenda

Tempo

você e o jornal de angola

PARTICIPE

Escreva ao Jornal de Angola.

enviar carta

Multimédia