Opinião

Hábitos de poupança

Devido à crise económica e financeira que vivemos, muitos angolanos passaram a fazer gastos com maior racionalidade, evitando despesas supérfluas. É já frequente ver angolanos a fazerem contas, o que raramente acontecia  em anos anteriores à crise.

É bom que as famílias saibam fazer poupanças para poderem gastar apenas com o que é essencial. Refiro-me às famílias pobres e da classe média. Havia o hábito de famílias pobres pretenderem imitar o estilo de vida  de pessoas ricas, resultando daí muitos problemas na gestão das finanças de muitos  agregados familiares.  
Cada um deve viver dentro das suas possibilidades. Não é bom fazer gastos que não possam ser cobertos pelos nossos rendimentos. Viver permanentemente endividado não é boa coisa. Devemos sempre nos esforçar para evitar as dívidas.

Ângela Maria
| Sambizanga        

Tempo

você e o jornal de angola

PARTICIPE

Escreva ao Jornal de Angola.

enviar carta

Multimédia