Opinião

Lares de acolhimento

Gostava que todas as crianças que tenham sido abandonadas, por qualquer razão, sejam  recolhidas para viverem em locais seguros e  em que possam  ter condições  básicas de vida.  Pelas crianças temos todos de fazer alguma coisa.

As crianças são o nosso futuro e  eles devem  ser   protegidas, não só pelo Estado, mas, também,  por toda a sociedade. Era bom que houvesse mais solidariedade dos nossos compatriotas ricos para com as crianças desamparadas.  Há já instituições de acolhimento de pessoas carentes, em particular crianças.  Que as pessoas com muitos recursos financeiros tenham sensibilidade em relação ao sofrimento  de  angolanos carenciados e apoiem os lares que acolhem estas pessoas.
Já agora, gostava de  apelar às famílias para que não abandonem as crianças.
As crianças devem viver no seio da família, onde devem encontrar conforto, para o seu desenvolvimento harmonioso. As famílias devem amar as crianças, que são vulneráveis. Muitas crianças fogem das suas casas  porque  são maltratadas pelos seus próprios pais.  É preciso que se denunciem os maus tratos infligidos por adultos às crianças. Que haja mecanismos expeditos de protecção da criança vítima de violência.
O Estado deve criar condições para que os organismos   vocacionados para a protecção das crianças ajam com celeridade e eficiência.
Natália Afonso | Cassequel

Tempo

você e o jornal de angola

PARTICIPE

Escreva ao Jornal de Angola.

enviar carta

Multimédia