Opinião

Liquidez bancária

Escrevo para abordar uma das questões que se tem constituído como verdadeira dor de cabeça dos bancos, a maka da reduzida liquidez das instituições bancárias angolanas.

Trata-se de uma situação crónica que não sei se tudo se deve à ausência de uma estratégia de captação de depósitos e outras medidas monetárias e cambiais do banco central. Mas urge reverter essa dor de cabeça das instituições bancárias angolanas para que em termos económicos e financeiros o país tenha realmente rumo.
Embora alguns bancos tenham experimentado um aumento de activo líquido, nos últimos anos com a crise muitos bancos passaram a viver uma etapa do seu percurso, com dificuldades de liquidez. Alguns recorreram inclusive a tomada de liquidez no mercado monetário interbancário para honrar a obrigação de reembolso do depósito dos clientes. Espero que o banco emissor seja capaz de ajudar a banca comercial porque esta última joga um papel importante na dinamização da actividade económica e comercial do país. Os operadores económicos e comerciais encaram com muita preocupação o estado actual da banca em geral em Angola, numa altura em que, como indica, experimentam largas dificuldades para a concessão de crédito ao investimento e mesmo ao consumo.

Olga Tavares | Sambizanga

Tempo

você e o jornal de angola

PARTICIPE

Escreva ao Jornal de Angola.

enviar carta

Multimédia