Opinião

Livros e impostos

Estamos no novo ano e gostava , como estudante, que o Estado isentasse a importação de livros escolares  de  impostos ou que reduzisse a taxa de imposto que recai sobre  obras  de diversa natureza , de que os alunos muito necessitam.

Espero  que em 2018  este assunto venha a merecer  especial atenção, tendo  em conta que  os livros são ferramentas indispensáveis para os estudantes. Um país que quer melhorar  a qualidade do  seu ensino deve preocupar-se  com  livros. Temos hoje no país muitas instituições de ensino médio e superior com muitos milhares de estudantes. Penso que vale  a pena apostar na isenção ou redução das taxas de impostos que recaem sobre os livros.

Gervásio António | Rangel

Tempo

você e o jornal de angola

PARTICIPE

Escreva ao Jornal de Angola.

enviar carta

Multimédia