Opinião

Observação eleitoral

Escrevo pela primeira vez para o Jornal de Angola e começo por felicitar a equipa redactorial deste importante diário do país. Falo da observação eleitoral, um expediente relevante que permitirá acompanhar e dar credibilidade ao nosso processo eleitoral.

Há quem tenha defendido que a observação eleitoral deve ser preferencialmente um processo interno, em vez de esperarmos que entidades estrangeiras venham “observar” e dizer se as eleições foram ou não credíveis, justas, democráticas e transparentes. Acompanhei com satisfação a reacção das autoridades angolanas para com as exigências feitas pela União Europeia para a assinatura de um alegado memorando para a observação das eleições em Angola. Penso que atendendo que existem em Angola mais de quarenta organizações com alguma experiência em termos de observação eleitoral, não faz sentido que dependamos de instituições estrangeiras que nos digam como foram as nossas eleições. É bom que como Estado estejamos a potenciar as nossas próprias organizações da sociedade civil para que elas sejam capazes de fazer o papel que todos esperamos no que à observação eleitoral diz respeito.
Fernando Reis
Cazenga

Tempo

você e o jornal de angola

PARTICIPE

Escreva ao Jornal de Angola.

enviar carta

Multimédia