Opinião

Pavimentação das ruas

Sou munícipe de Luanda e confesso que a nova imagem que a cidade começa a ter com a recuperação das suas vias constitui uma grande empreitada. O casco urbano começa a ficar apresentável com a pavimentação das suas principais ruas, com o tapete novo. Mas escrevo para falar sobre as localidades rurais em que as poucas vias de comunicação entre as várias aldeias ou “bualas” é feita de terra batida. Julgo que podemos aprender um pouco com a História dos outros povos e alguns puderam levar experiências positivas para outros lugares do mundo.

Há mais de 2000 mil anos, quando não existia o asfalto, provavelmente nem o betão, os romanos já faziam estradas com pedras calçadas, um expediente que ajudava consideravelmente a circulação de pessoas, carroças e animais. Embora arcaico, não há dúvidas de que em algumas localidades se podia adoptar medidas próximas da experiência do Império Romano. Na verdade, o poder colonial trouxe parte dessa experiência em Angola, razão pela qual temos ainda hoje e, mesmo nas grandes, vias calçadas com pedra. Porque não fazer isso no interior do país, sobretudo ali onde a circulação de pessoas e bens é vital para a economia local ?

Alfredo Guimarães, Lobito 

Tempo

você e o jornal de angola

PARTICIPE

Escreva ao Jornal de Angola.

enviar carta

Multimédia