Opinião

Processo de urbanização

Vivo no campo e escrevo pela primeira vez para o Jornal de Angola para abordar a questão da urbanização, que tem sido uma espécie de oposto da moeda relativamente ao êxodo rural.

Ouvi que actualmente a maioria da população vive nas zonas urbanas e que esse movimento tende a continuar e crescer. Fico preocupado quando aparentemente todo o mundo parece estar a deixar o campo em direcção às cidades. Onde vivo e em função de relatos de famílias de outras paragens, dou conta de que há  um movimento preocupante de pessoas em direcção às zonas urbanas.
Em minha opinião, o processo de urbanização das cidades em Angola constituem uma vantagem, mas igualmente uma desvantagem. Se o movimento de pessoas saídas das zonas rurais para as cidades continuar, vamos enfrentar uma fraca presença de mão de obra para os campos e outras ocupações existentes nas zonas rurais. Embora seja verdade que melhores oportunidades, sobretudo para os jovens, são encontradas em maior número nas zonas urbanas, não é sustentável a continuação deste estado de coisas.
As zonas urbanas não podem suportar esse movimento contínuo de populações que lá se deslocam, não raras vezes, para se dedicarem a actividades precárias ou caírem na mendicidade.

Carla do Rosário
, Balombo

Tempo

você e o jornal de angola

PARTICIPE

Escreva ao Jornal de Angola.

enviar carta

Multimédia