Opinião

Recusa de casas

Há dias, ouvi que moradores de um edifício do centro de Luanda rejeitavam a sua transferência para zonas cómodas fora do centro da cidade.

Enquanto há angolanos sem casa e a sonhar com uma moradia própria, há ainda quem recuse ser transferido, ainda mais por razões de segurança, para um local com condições. Embora alguns tenham se alegrado com a perspectiva de viverem relativamente distante dos seus afazeres e outras necessidades, atendendo que está em jogo a segurança, nada melhor que optar por esta última. Acho que as pessoas que recusam vão a tempo de reconsiderar a decisão tomada porque, feitas as contas, não há casas no centro da cidade para aonde as mesmas podiam ir com condições normais.

Cláudio Fortunato |  Viana  

Tempo

você e o jornal de angola

PARTICIPE

Escreva ao Jornal de Angola.

enviar carta

Multimédia