Citações

Citações

Todos estes médicos já têm os salários garantidos. Por isso devem desde já  exercer convenientemente as suas funções, ajudando a diminuir  as enchentes registadas  nos hospitais terciários

Rosa Bessa | Directora provincial da Saúde em Luanda

Mais Citações

  • Esta versão foi agora confirmada, segundo a imprensa portuguesa pelo teor de um requerimento apresentado recentemente pelo arguido Orlando Figueira, dirigido ao Tribunal da causa, onde reafirma que não conhece, nem nunca viu o senhor Manuel Vicente e explica detalhadamente os contornos dos factos objecto do processo, ilibando o antigo Vice-Presidente de Angola, o seu mandatário, Armindo Perpétuo Pires e o seu Advogado na altura Paulo Amaral Blanco deste processo, trazendo aos autos dois novos elementos, a saber, Carlos José da Silva banqueiro angolano e o Advogado português, Dr. Daniel Proença de Carvalho, que tendo sido citados os seus nomes ainda na fase de inquérito (instrução preparatória em Angola) pela testemunha Carlos Alexandre, Juiz do caso “Sócrates”, pessoa considerada uma das referências actuais da reserva moral da sociedade portuguesa, segundo depoimentos prestados nos autos e divulgados no programa especial informação da cadeia televisiva CMTV, transmitido no sábado a noite e retransmitido no domingo, também a noite, isto é, nos dias 9 e 10 de Dezembro do ano findo, mas, incompreensivelmente, estas pessoas nunca foram chamadas aos autos para serem ouvidos ainda que a título de declarantes para que, caso se confirmasse o teor da denuncia, serem constituídos arguidos, face aos fortes indícios de terem sido aqueles os protagonistas (autores) do crime de corrupção activa, deixando assim claro que a intenção das pessoas que dirigiram o inquérito era e, provavelmente, ainda é, o de a todo o custo condenar o cidadão angolano e, por via disso, condenar os arguidos portugueses, mas apenas como bodes expiatórios e, desta feita, justificar a decisão condenatória da principal pessoa visada, por um lado e;

    Sérgio Raimundo

  • Um dos rastilhos mais visíveis da entrevista colectiva concedida na semana passada pelo Presidente João Lourenço chama-se António Francisco Manuel “Tony Fancy”.

    Luísa Rogério |

  • O alcance da afirmação do Presidente João Lourenço, recentemente numa colectiva de imprensa, de que contratos, como o de construção de um porto de águas profundas no Bengo, e outros (o de Cabinda pode estar incluído aqui) vão ser revistos pelo seu governo, é transcendental e inédito.

    Santos Vilola

  • Constatei que há uma grande procura de vagas em escolas de diferentes níveis de ensino, e que não há oferta de vagas para satisfazer essa procura. 

Tempo

você e o jornal de angola

PARTICIPE

Escreva ao Jornal de Angola.

enviar carta

Multimédia