Citações

Citações

Como é do conhecimento público, eu, apesar de eleito, continuarei a servir Angola fora do Parlamento, vou aprofundar a construção da CASA-CE para os desafios das eleições autárquicas e o grande desafio das eleições gerais de 2022.

Abel Chivukucuku | Líder da coligação de partidos CASA-CE

Mais Citações


  • “Estamos a recordar, o desejo de ver todo o nosso povo a trabalhar em conjunto para extirpar esse mal, a corrupção, que ameaça seriamente os alicerces da nossa sociedade”

    João Lourenço  -Presidente da República

    “Um país não pode desenvolver a economia se não tiver jovens capazes, uma empresa estrangeira quer encontrar quadros qualificados, um ambiente jurídico, económico estável e a redução da burocracia. A nossa relação com Angola é de confiança”
    Sylvain Itté-Embaixador da França em Angola

    “Angola reúne condições únicas para atrair investimentos nesta região austral do continente”
    Milena del Grosso -Adida para Promoção de Intercâmbio da Embaixada da Itália em Angola 


    “As FAA, como garante da soberania do Estado, não deixarão de prestar o apoio que for necessário à Policia Nacional e aos Órgãos
    de Segurança e Ordem Interna para combater a criminalidade no país”

    António Egídio de Sousa dos Santos -Chefe do Estado-Maior-General das FAA


    “Nós, Banco central, estamos abertos para apoiar aquilo que pode ser feito para estimular a capacidade produtiva nacional”
    José de Lima Massano-Governador  do BNA

  • Ao usar da palavra na recente cimeira da NATO, que decorreu na glamorosa cidade de Bruxelas, Donald Trump não precisou de muito tempo para dizer o que pensa sobre a actual realidade Africana.

    Víctor Carvalho

  • As trocas comerciais com países africanos apresentam oportunidades extremamente interessantes para as empresas do Reino Unido que desejam expandir os seus negócios no exterior. Em todo o continente, a pobreza diminuiu e as economias estão a crescer cada vez mais.

    Baronesa Lindsay Northover |*

  • Prostituição à luz do dia
     Escrevo para denunciar alguns acontecimentos que se têm registado mesmo à luz do dia. Para quem chega cedo à Baixa de Luanda é habitual deparar-se com algumas meninas que pernoitam nas esquinas da cidade em busca de clientes para sexo. Como funcionário público que trabalha na Mutamba, noto esta situação há já algum tempo.
    A partir das 17h00, as meninas, algumas até de tenra idade, começam a perfilar-se nas esquinas, semi-nuas. Passam a tarde, a noite e até dia seguinte, aos olhos de agentes da autoridade, que passam por elas como se nada estivesse a acontecer. O que mais me deixa triste, como pai e encarregado de educação, é a ingenuidade e ignorância destas meninas que ainda deviam estar no seio familiar. Estas meninas, normalmente, envolvem-se com os rapazes que deambulam pela cidade, usando drogas.  É urgente pôr cobro a esta situação, pois o país um dia vai ressentir-se do nosso desleixo para com estas meninas. 

    Miguel Simão -Viana


     Vendas de caixões 
    Ilustres, saudações! A proliferação de caixões e casas funerárias na zona da FTU já começa a atingir contornos alarmantes, aos olhos de todos. Como cidadão não acho correcto a exposição de caixões ao longo da Avenida Deolinda Rodrigues. Já parece venda ambulante de urnas, efectuada por elementos ligados às agências funerárias.
    O Governo da Província de Luanda deve pôr ordem nestes agentes funerários. A exposição de carrinhas fúnebres estacionadas por cima dos passeios e bermas também é outro problema que vale a pena resolver.
    Tenho pena dos donos das casas vizinhas destas agências funerárias. As crianças são obrigadas a conviver com a imagem. O mesmo cenário é visível no bairro Hoji ya Henda, na zona da Mabor e no bairro Palanca. O melhor seria separar as moradias das agências funerárias.

    Domingos da Cruz-Kilamba

Tempo

você e o jornal de angola

PARTICIPE

Escreva ao Jornal de Angola.

enviar carta

Multimédia