Citações

Citações

O Cuito Cuanavale é, sem dúvida, um sério candidato a património da humanidade, tendo em conta a sua dimensão histórica no contexto internacional

Nkosinathi Mthethwa Ministro sul-africano das Artes e Cultura

Mais Citações

  • “Make love, not war!”, foi um dos grandes slogans humanistas do movimento hippie dos anos 60. Hoje, somos todos um bocado hippies, com essa herança cultural esmaltada na aspiração a um mundo menos demolidor.

    José Luís Mendonça

  • Temos acompanhado nos últimos dias a um aumento exponencial de excessos e abusos contra a liberdade de imprensa, consubstanciados em denúncias caluniosas, difamação, exposição de fotos e vídeos, escritos, etc., que invadem aspectos da privacidade e da dignidade das pessoas e provocam prejuízos morais - e até mesmo materiais - perante a sociedade. Há uma certa imprensa que tem predilecção para caminhar por essas veredas.

    Eduardo Magalhães |*

  • “Hoje a perspectiva  é converter os órgãos tutelados pelo Estado em genuínos órgãos  públicos, abertos  a todos , dando espaço e voz aos diferentes segmentos da sociedade, proporcionando o debate plural e contraditório.”
    João Melo | Ministro da Comunicação Social   
     
    “Todas as tentativas para nos destruírem  foram fracassadas, graças ao sentido patriótico dos dirigentes e militantes  do partido,mostrámos mais uma vez  que unidos  somos mais fortes  e venceremos.”
    Lucas Ngonda | Presidente da FNLA

    “A comunidade San  tem uma natureza de vida  que nem sempre permite  às mesmas  absorver programas sociais  integrados, que contribuam  para a melhoria das suas condições de vida.”
     Vitória da Conceição | Ministra  da Acção Social, Família e Promoção da Mulher

    “A Fafusa deveria  estar integrada na FAF, com um vice-presidente  e ser independente  em termos organizativos. Sabemos da desorganização na FAF . Mas teria de ser também com os mesmos patrocinadores
    do futebol.”
    Rui Sampaio | Treinador de futsal

  • As autarquias
    Acompanhei no último fim-de-semana um debate interessante  numa rádio privada  sobre a  legislação relativa às autarquias. Gostei de ouvir os que participaram no debate  e  acho que se devia levar em conta  as suas  opiniões que, quanto a mim, são valiosas , para que o legislador ordinário  pondere sobre muitos aspectos   que têm a ver com  o poder  autárquico.
     Penso que, dada a importância  do poder autárquico,  o legisladores deve prestar muita atenção   aos subsídios que são dados pelos cidadãos.  Que  não se pense   que  o pacote   legislativo eleitoral é todo ele  perfeito.  É de elogiar o esforço que foi feito  para se  elaborarem as propostas  de leis, a fim de  os cidadãos poderem ter uma base para discussão e para emitirem as suas ideias.  Que a consulta pública aos cidadãos   para discussão   dos diplomas legais relativos às autarquias não seja apenas uma mera  formalidade. Há questões muito importantes que precisam de ser bem esclarecidas.
    As autarquias  vão  constituir-se também  num factor importante do nosso desenvolvimento. Os países com  poder local efectivo  deram  passos importantes  no sentido  do melhoramento da qualidade de vida das populações. É preciso olhar para as autarquias como uma   grande oportunidade de  partirmos para uma real descentralização administrativa.
     Sou da opinião de que o legislador ordinário  terá uma grande responsabilidade quando  estiver a discutir o pacote legislativo autárquico. É preciso  acabar coma pobreza, que afecta milhares de famílias,  e o poder autárquico  pode proporcionar soluções para que os angolanos vivam nos seus municípios com dignidade. 
    Jesus Lucas | Rangel


    Terraplagem

    Muitos moradores do meu bairro, o Sagrada Esperança, Distrito da Maianga,  já  escreveram cartas publicadas pelo vosso jornal a apelar para a terraplanagem das suas ruas que andam esburacadas , mas por onde passam muitas  centenas de viaturas e outros veículos diariamente. Eu não consigo perceber esta incapacidade de se mobilizar tractores para  tornar  as ruas do meu bairro  fluidas. O meu bairro não é muito extenso. Penso que em apenas  uma semana era possível terraplanar todas as suas ruas. Será que não há tractores e areia no nosso país para operações de terraplanagem ?
    Não consigo entender por que razão não se fazem coisas simples  no nosso país. Será porque não dão chorudas comissões?  
    Eugénia  Afonso | Sagrada Esperança 


    Vidros fumados
    Têm ocorrido crimes praticados por  indivíduos  supostamente taxistas.  Acho que  se deve  proibir  que taxistas tenham vidros fumados. Já alguém perguntou neste espaço do Jornal de Angola  por que razão os taxistas precisam de ter vidros fumados. O que estes taxistas que têm viaturas com vidros fumados querem esconder das autoridades e  dos  clientes?  Não quero dizer que os crimes que são cometidos em táxis  tenham todos vidros fumados, mas   penso que ,como primeira medida, se devia  proibir todos os táxis de terem  vidros fumados. Eu não entro em táxis com vidros fumados  em certas horas do dia e em certos pontos  de Luanda .
    Lucrécio António | Camama

Tempo

você e o jornal de angola

PARTICIPE

Escreva ao Jornal de Angola.

enviar carta

Multimédia