Opinião

A palavra do directorver todas

A Rede de insociáveis

A Rede de insociáveis

As Redes Sociais fizeram mais uma vítima. Parece não haver engrenagem  que as supere, quando se trata de afinar mecanismos tendentes a macular, sujar e destruir a imagem e o bom-nome de cidadãos. Porque quem tem denúncias, deve fazê-las chegar às autoridades. É o caminho! Desta vez, o alvo das considerações caluniosas é um jovem, cuja conduta é marcada pela decência, verticalidade e respeito. Quem o conhece corrobora. Portanto, uma pessoa que se guia pelas mais elementares regras de convivência, ao contrário da caracterização que lhe atribui o “post” que ainda circula.

Aves de rapina

Aves de rapina

Um grupo de homens, senhores de idade, jantava num restaurante, como o fazia com alguma regularidade. Conta o episódio que um dos integrantes informou que daí a pouco chegaria a sua nova “miúda”, que conquistara dias antes. E, de facto, não demorou para que no umbral surgisse a figura de uma adolescente/jovem, na casa dos 17/18 anos. Acto contínuo, um dos senhores à mesa ficou lívido, só recuperando a cor nas faces e alguma força física depois de os amigos o terem ajudado. A rapariga que apareceu à porta, a “miúda” anunciada por um dos companheiros, era, afinal, a filha.

Citaçõesver todas

Se aparecer alguém em meu nome que tenha ocupado ou a ocupar terreno, o senhor administrador pode prendê-lo, pode encaminhá-lo às autoridades policiais

Adriano Mendes de Carvalho | Governador de Luanda, dirigindo-se ao administrador de Viana

Temos muito orgulho do nosso trabalho junto do Governo angolano e também provincial, porque no país inteiro conseguimos ajudar na queda da mortalidade infantil

Nina Fite | Embaixadora norte-americana

Apesar de haver o fundo mundial contra a malária, os nossos países ainda têm muita dificuldade em relação aos recursos humanos, em medicamentos e testes rápidos

Filomeno Fortes | Médico

Não se deve acolher aquela crítica que diz que há municípios que vão ficar de fora porque não estão muito desenvolvidos. A estratégia é saber como é que as autarquias funcionam também nos municípios que tenham pouca capacidade de arrecadação de receitas

Márcio Daniel | Secretário de Estado para a Reforma do Estado

Colunas

Mundo Africanover todas

Renamo volta a esticar a corda

Roger Godwin |

Ler mais

Editorialver todas

A redução da malária é possível

Ler mais

Nos tempos que corremver todas

“Redimidos” alemães na lógica americana das migrações

Luis Alberto Ferreira |*

Ler mais

As Subesferasver todas

A insólita “oferta” ocidental de “reconstrução” da Síria

Luís Alberto Ferreira

Ler mais

Crónicas à Média Luzver todas

Uma conferência em Berlim

Artur Queiroz

Ler mais

Mundo Árabever todas

Víctor Jara e

Luis Alberto Ferreira |

Ler mais

Observatório do Balãover todas

Impulsos patrióticos

Arnaldo Santos

Ler mais

Nova Ordem Internacionalver todas

O estado do Estado

José Goulão

Ler mais

Ventos do Ocidentever todas

Preconceitos com a comida e tripas à moda do Porto

Luis Alberto Ferreira |

Ler mais

Palavras à Soltaver todas

A III República

João Melo |

Ler mais

Terra Comprometidaver todas

As eleições na Grécia e o triunfo do medo

José Goulão|

Ler mais

Tempo

você e o jornal de angola

PARTICIPE

Escreva ao Jornal de Angola.

enviar carta

Multimédia