Opinião

A pandemia da Covid-19 e os problemas de África

São evidentes as repercussões negativas da pandemia da Covid-19 nas economias africanas, que, antes do surgimento da doença já estavam em muitos casos fragilizadas por outras razões.

A pandemia da Covid-19 veio agravar os problemas económicos e sociais de África, estando os governos dos países do continente a procurar encontrar saídas que possam minorar o sofrimento de milhões de africanos que já viviam na extrema pobreza.
A pandemia da Covid-19, pelos problemas graves de ordem social e económica que gera, deve levar os governos de África a estabelecer, a nível continental e regional, estratégias que vão no sentido de acudir as situações de emergência.
Já se sabe que nenhum país africano estava preparado para a pandemia da Covid-19, mas, perante os problemas que estão a afectar o continente, os governantes do continente têm de ser criativos de modo a poderem fazer com que, ao nível dos seus países, e no quadro de organizações regionais, possam conceber e executar programas que evitem por exemplo a fome.
Com a pandemia a criar múltiplos problemas sociais no continente, importa que os governos africanos se concentrem, em primeiro lugar, em problemas básicos, para salvar pessoas com baixos rendimentos ou mesmo sem quaisquer rendimentos para sobreviverem.
O mundo todo está preocupado em superar a crise sanitária, que já causou inúmeros problemas às economias, e os governos de diferentes continentes vão fazendo o que é possível para, com os poucos recursos financeiros disponíveis, atender a muitas necessidades.
Os países africanos, que têm problemas comuns, devem traçar os caminhos que possam, enquanto a pandemia não terminar, atacar o que é prioritário. O combate à fome no continente é um dos grandes desafios dos governos africanos, pelo que vale a pena investir com o pouco dinheiro que há, nestes tempos de pandemia, na produção agrícola.
A produção de alimentos no campo pode contribuir para resolver problemas de muitos milhões de africanos que, em muitos casos, só conseguem ter uma refeição por dia. Quantos africanos têm esperança de que no dia seguinte a essa refeição vão voltar a alimentar-se?
A pandemia da Covid-19 deve levar os governos africanos a saber gastar bem os poucos recursos financeiros de que dispõem. Vivemos tempos de muitas dificuldades, e não sabemos quando terminarão. Que saibamos viver em função dos problemas actuais provocados pela pandemia da Covid-19, com a consciência de que eles não hão-de acabar tão cedo.

Tempo

você e o jornal de angola

PARTICIPE

Escreva ao Jornal de Angola.

enviar carta

Multimédia