Opinião

A humanização dos serviços públicos

A  Administração do Estado comporta inúmeros serviços públicos que têm de desempenhar múltiplas e complexas tarefas para resolver variados problemas da população.

Neste sentido, quando os cidadãos se dirigem a um serviço público, esperam que os seus problemas sejam resolvidos com celeridade, porque entendem que o Estado é uma pessoa de bem que se preocupa, permanentemente, com o bem-estar  das pessoas.
 Os interesses das populações, não é demais repeti-lo , têm de estar  no centro das preocupações dos serviços  do Estado, que tudo deve fazer para resolvê-los com eficiência.
Apercebemo-nos, com satisfação, que o Ministério da Saúde tem levado a cabo um processo de humanização dos seus serviços, que não são poucos e  que têm  uma enorme  importância para a vida dos cidadãos. Basta atentarmos no número de hospitais do país  e  de pessoas que a eles acorrem, para conseguirem assistência médica e medicamentosa.
Os médicos, os enfermeiros e outros trabalhadores da Saúde devem perceber que o seu papel na sociedade é de suma importância para a vida da Nação. Sem saúde não há sociedade que se desenvolva. O sector da Saúde é um factor decisivo no processo de desenvolvimento do país.
 No entanto, é importante referir que o processo de humanização dos serviços públicos  não se limita apenas ao sector da Saúde. Outros departamentos ministeriais devem também levar a cabo acções que vão no sentido de melhorar o atendimento aos cidadãos.  Os que trabalham na Administração não podem pensar que fazem um favor aos cidadãos, quando têm de lhes prestar um serviço. É sua obrigação servir bem as populações. Muita coisa tem mudado, para melhor, nos últimos anos em termos de atendimento ao público por parte dos serviços do Estado, mas há ainda muito caminho a percorrer para que consigamos atingir a excelência.
Os que têm a obrigação de servir os cidadãos devem mostrar que estão nos seus postos de trabalho, exclusivamente, para contribuir para a prosperidade do nosso país. Um servidor do Estado não deve, por exemplo, complicar  a vida das pessoas que querem criar pequenas ou médias empresas,   num contexto como o nosso em que é necessário empenhar toda a nossa capacidade empreendedora no crescimento económico do país.
As empresas são essenciais para o desenvolvimento da economia . Quando uma economia cresce, muitos problemas são resolvidos. E resolver os problemas do povo  constitui uma das principais missões dos serviços  públicos.

Tempo

você e o jornal de angola

PARTICIPE

Escreva ao Jornal de Angola.

enviar carta

Multimédia