Opinião

Os investimentos em Angola e a diversificação da economia

No quadro da diversificação da economia do nosso país, o turismo é uma das áreas em que as autoridades apostam para desenvolver um sector que  pode criar muitos empregos e relançar a actividade de produção de serviços em muitas partes  do território nacional.

Angola é um país  que  precisa de ter muitos sectores produtivos em actividade, para que possamos ter muitas  empresas a produzir bens e serviços. Muitos cidadãos estrangeiros  querem vir a  Angola, pelas mais diversas  razões. Uns querem visitar Angola  para  saberem das possibilidades de investirem no nosso país, outros querem saber da nossa História e há ainda os que querem desfrutar das belezas naturais da nossa  terra.
Neste sentido, o turismo deve ser uma grande aposta das nossas autoridades, porque  pode atrair ao país  muitos capitais.  Há países no mundo que vivem quase exclusivamente da chamada indústria  turística,  que  gera  negócios  diversos, dando possibilidades  aos jovens de  conseguirem  empregos  e aplicarem as competências diversas, adquiridas   no âmbito da sua formação académica e técnica.
Ainda bem que temos um Instituto de Fomento Turístico, que pode contribuir, grandemente,  para que  o turismo em Angola  possa  ter também um peso importante no Produto Interno Bruto. Angola não deve viver apenas do petróleo e dos diamantes.
O país  tem muitas outras riquezas como o seu potencial turístico ou os seus recursos marinhos  muito pouco divulgados. 
Aliás, os angolanos têm o direito de saber sobre  as receitas provenientes de todos os seus recursos . É importante  que  haja cada vez maior transparência na divulgação de dados sobre o que nós  produzimos na nossa terra. 
 A informação e  a transparência  sobre o nosso potencial económico são  imprescindíveis   para  os   investidores, nacionais e estrangeiros, na medida em que lhes permite aplicar com segurança e eficiência os seus recursos   em áreas produtivas ou de serviços  não só do seu interesse, mas, também, que o país necessita  para o seu desenvolvimento.
De resto, Angola  é um país que  tem condições para atrair investidores estrangeiros, sobretudo   nesta altura em que se está a criar um bom ambiente de negócios. 
Com a crise económica e  financeira  que atravessamos, importa que  aproveitemos todos as fontes de receitas que  podem resultar do aproveitamento de  todos os nossos recursos naturais . Num momento em que  Angola tem necessidade  de capitais para desenvolver o país, é importante  que o Estado  explore e potencie  as riquezas de que o país dispõe, a fim de que  todos os  angolanos possam viver com uma boa qualidade  de vida.
A diversificação da economia  tem de  estar no centro das  preocupações dos governantes, que devem criar as  políticas necessárias de fomento  destinadas  a criar ou a revitalizar   actividades produtivas que  permitam que o país tenha produção para satisfazer necessidades internas e para promover a exportação.
 Diversificar a economia, nas actuais condições económicas e financeiras em que nos encontramos,  não é tarefa  fácil. Será necessário que haja vontade  para  incentivar os angolanos a aplicar os seus capitais na sua terra. Os angolanos com dinheiro devem  sentir orgulho de  aplicar a sua riqueza  na sua Pátria, para contribuírem para o bem-estar dos seus compatriotas.

Tempo

você e o jornal de angola

PARTICIPE

Escreva ao Jornal de Angola.

enviar carta

Multimédia