Opinião

A palavra do directorver todas

A Mulher Sentada

A Mulher Sentada

A mulher estava sentada; hirta. O olhar, distante, perdia-se no conjunto de novos edifícios - do outro lado do mar -, alicerçados na areia que a  tecnologia ajudou a desassorear. É a voracidade do homem de tudo modernizar, mesmo ali, onde a natureza sustentável desaconselha o concreto. A mulher, na verdade uma jovem, cujo semblante, fresco, sugeria habitar nos 30 anos, parecia embebida em pensamentos, em princípio nada edificantes, à luz das circunstâncias.

Chegaram os novos "players"...

Chegaram os novos "players"...

Cada vez mais, segmentos da  comunicação, em Angola, têm sido assinalados com palavras e expressões que escapam à compreensão até de pessoas com escolaridade que merece consideração. É, por exemplo, a linguagem usada, geralmente, por analistas, comentadores, opinadores e palestrantes, convidados para avaliar, dissecar ou explicar contornos de uma informação, de modo a contextualizá-la; a torná-la compreensível aos olhos de gente menos esclarecida ou pouco familiarizada com a abordagem.

Citaçõesver todas

A criação desta estrutura intermédia (Tribunal da Relação) vai fazer com que nem todos  os processos vão para o Tribunal Supremo, com vista a  evitar a acumulação de processos que vão para recurso e que ficam muito tempo  sem uma decisão definitiva, em alguns casos envolvendo réus presos ”

Hélder Pitta Grós | Procurador-geral da República

" Quando um magistrado termina a sua formação no Instituto  Nacional de Estudos Judiciários  deve ser colocado
de acordo com o seu perfil, porque o tempo de fazer tudo sozinho acabou”

Idem

Há um novo paradigma. Estamos sensibilizados para seguirmos os caminhos da nova era. Os cidadãos são chamados a colaborar. (...) Os cidadãos
têm de fazer a denúncia dos factos que ocorrem em determinadas localidades onde não se faz presente a autoridade policial ou judicial“

Vítor Ramos | Subprocurador-geral da República  na província do Uíge 


" Que saibam estes senhores que a Itália  já não quer ser cúmplice  do negócio da imigração clandestina, e, portanto, devem  procurar outros portos  não italianos”

Matteo Salvini | Ministro do Interior da Itália 

Colunas

Mundo Africanover todas

Renamo volta a esticar a corda

Roger Godwin |

Ler mais

Editorialver todas

Desafios para contrariar a seca e desertificação

Ler mais

Nos tempos que corremver todas

“Redimidos” alemães na lógica americana das migrações

Luis Alberto Ferreira |*

Ler mais

As Subesferasver todas

Contra-cultura e contra-informação no caos argentário

Luis Alberto Ferreira

Ler mais

Crónicas à Média Luzver todas

Uma conferência em Berlim

Artur Queiroz

Ler mais

Mundo Árabever todas

Víctor Jara e

Luis Alberto Ferreira |

Ler mais

Observatório do Balãover todas

Impulsos patrióticos

Arnaldo Santos

Ler mais

Nova Ordem Internacionalver todas

O estado do Estado

José Goulão

Ler mais

Ventos do Ocidentever todas

Preconceitos com a comida e tripas à moda do Porto

Luis Alberto Ferreira |

Ler mais

Palavras à Soltaver todas

A III República

João Melo |

Ler mais

Terra Comprometidaver todas

As eleições na Grécia e o triunfo do medo

José Goulão|

Ler mais

Tempo

você e o jornal de angola

PARTICIPE

Escreva ao Jornal de Angola.

enviar carta

Multimédia