Política

Alemanha quer transmitir experiência sobre autarquias

Garrido Fragoso

O presidente do Conselho Federal da Alemanha, Daniel Günther, manifestou hoje , em Luanda, a disponibilidade daquele país europeu em transmitir a Angola experiências em matéria de realização de eleições autárquicas.

Daniel Günther mostrou-se impressionado pela forma dinâmica como tem estado a crescer a economia angolana
Fotografia: DR

O líder do Bundesrat falava na abertura das conversações oficias entre delegações do Parlamento angolano e do Conselho Federal alemão, na sede da Assembleia Nacional, em Luanda. O presidente da Assembleia Nacional, Fernando da Piedade Dias dos Santos, e o líder federal alemão, Daniel Günther, presidiram as conversações entre delegações dos dois países, que duraram cerca de duas horas.

"Estamos em Angola para a troca de experiências. Penso que ambos temos muito a aprender. Acompanhamos, com bastante interesse, o desenvolvimento de Angola, sobretudo, em relação à reforma do Estado, no quadro da realização das primeiras eleições autárquicas no próximo ano", afirmou o presidente do Conselho Federal da Alemanha.

Ao descrever alguns aspectos do processo federal, Daniel Günther indicou que a troca anual da presidência do Conselho Federal espelha bem o federalismo naquele país. O líder representativo dos 16 Estados federados da Alemanha esclareceu que estes Estados dentro da República Federal possuem um processo legislativo próprio e, ao mesmo tempo, participam no processo legislativo a nível federal.

Daniel Günther manifestou o interesse daquele país em cooperar em sectores como a Saúde, Energia e Produção Alimentar. O líder federal defendeu o aumento da cooperação bilateral e dos investimentos mútuos, como forma de beneficiar os dois países e povos.

Crescimento da economia

Daniel Günther mostrou-se impressionado pela forma dinâmica como tem estado a crescer a economia angolana, sobretudo nos sectores Económico e Social, apesar de ter vivido uma longa guerra civil.

O responsável disse que a visita a Angola está a ser acompanhada com "muito interesse" da parte da imprensa alemã pela quantidade de pedidos de entrevista que lhe chegam de diferentes órgãos de comunicação social daquele país. A visita a Angola, referiu, é uma retribuição da deslocação oficial do Presidente da República, João Lourenço, à Alemanha, no ano passado. "Era importante retribuir esta visita quanto antes", afirmou Daniel Günther, que augura para o próximo ano o incremento de visitas mútuas de alto nível.

O presidente do Conselho Federal da Alemanha aceitou a ideia avançada pelo líder da Assembleia Nacional angolana de aprofundar a cooperação com o Estado alemão de Schleswig-Holstein.

Demonstração de amizade

Na abertura das conversações oficiais, o presidente da Assembleia Nacional disse que a visita da delegação alemã ao país demonstra o valor que aquele país atribui às relações bilaterais de amizade, solidariedade e cooperação com Angola.

Ao enaltecer a grandeza do país europeu, Fernando da Piedade Dias dos Santos disse que "Alemanha é conhecida como uma grande escola e exemplo de como um Estado assolado pela guerra se reconstrói, tornando-se numa importante voz no concerto das Nações."

Segundo Fernando da Piedade Dias dos Santos, a Alemanha também é conhecida pela sua "grande capacidade de protagonizar feitos históricos relevantes para a humanidade", apontando como exemplo o processo de unificação do país após II Guerra Mundial.

Fernando da Piedade Dias dos Santos considerou que a aposta na inovação tecnológica para o asseguramento da competitividade do Estado de Schleswig-Holstein, de que Daniel Günther é presidente, deve constituir para Angola fonte de inspiração para "voos" que pretende efectuar no capítulo da competitividade da economia.

Com o Estado de Schleswig-Holstein, Fernando da Piedade Dias dos Santos considera que Angola pode aproveitar capacidades nas áreas da inovação digital e das infra-estruturas de alta tecnologia.

 

Tempo

Multimédia