Política

Angola e Hungria preparam acordos

Os ministérios das Relações Exteriores de Angola e o dos Negócios Estrangeiros da Hungria pretendem assinar, em breve, acordos de cooperação em vários domínios.

Ministro dos Negócios Estrangeiros da Hungria
Fotografia: DR

Os ministérios das Relações Exteriores de Angola e o dos Negócios Estrangeiros da Hungria pretendem assinar, em breve, acordos de cooperação em vários domínios.
De acordo com uma nota do Ministério das Relações Ex-
teriores, apesar da cooperação já existente entre os dois países, o Governo húngaro considera necessária a assinatura de novos instrumentos jurídicos para “possibilitar a criação de um ambiente harmonioso para o investimento de em-presários húngaros em An-gola e aumentar a confiança no âmbito da cooperação económica”.
Ontem, o ministro das Relações Exteriores, Manuel Augusto, e o homólogo húngaro dos Negócios Estrangeiros e do Comércio, Péter Szinjjártó, tiveram um en-contro privado, em Luanda, no quadro da visita de algumas horas que efectuou a Angola.
As relações de cooperação entre a República de Angola e a República da Hungria foram estabelecidas em 1997 por via da assinatura do Acordo de Cooperação Económica e Técnico-Científica. De 1977 a 1981 foram assinados vários acordos nos domínios da Agricultura, da Cultura, do Comércio e da Saúde.
Entre os dois países, foram assinados acordos de intercâmbio entre o Instituto de Relações Internacionais de Angola e o Instituto de Relações Internacionais e Comércio da Hungria assinado em Luanda em 2018.
Foi ainda assinado um Memorando de Entendimento entre o Ministério da Agricultura e Florestas da República de Angola e o Ministério da Agricultura da Hungria sobre cooperação no domínio da Agricultura.
Entre Angola e Hungria foi ainda assinado um acordo de supressão de vistos nos passaportes diplomáticos e de serviços em 2019 e o Acor-
do de Cooperação Económica e Técnico-científico assinado em Budapeste, em 2018. Os dois países têm ainda um programa de Intercâmbio Educacional entre o Ministério do Ensino Superior de Angola e das Capacidades Humanas da Hungria.

Tempo

Multimédia