Política

Angola e Rwanda agendam reunião da Comissão Mista

João Dias

Angola e Rwanda realizam, no final deste ano, em Kigali, uma reunião da Comissão Mista Bilateral para analisar o estado das relações e buscar formas de elevar a cooperação económica a patamares de excelência, tal como ocorre com as políticas, anunciou ontem, em Luanda, embaixador do Rwanda, Alfred Gakuba Kalisa.

PR recebe cumprimentos de despedida do diplomata rwandês
Fotografia: Kindala Manuel| Edições Novembro

Em fim de missão, Alfred Gakuba Kalisa foi, ontem, ao Palácio Presidencial da Cidade Alta apresentar cumprimentos de despedida ao Presidente da República, João Lourenço. Em declarações à imprensa, no termo da audiência que lhe foi concedida pelo Presidente da República, o embaixador reconheceu que muito foi feito em termos de cumprimento das tarefas definidas entre Angola e o Rwanda e que as relações entre os dois países continuam numa fase de crescimento e a caminho da excelência. “Devo dizer até que já são excelentes”, disse o embaixador Alfred Gakuba Kalisa. 

A demonstrar o excelente estado da cooperação entre os dois países, disse, está, por exemplo, no âmbito migratório, a isenção de vistos em passaportes ordinários e de serviço.
O diplomata lembrou que Angola tem a Embaixada a funcionar no Rwanda desde 2018. O Rwanda tem, igualmente, a Embaixada em Luanda, numa altura em que foram assinados acordos no domínio da aviação civil, o que permitirá a abertura de voos directos da companhia aérea angolana (TAAG). “Esta questão da isenção de vistos é um dos poucos exemplos no domínio das nossas relações”, disse.
O diplomata reconhece, contudo, que as relações económicas entre Angola e o Rwanda estão, ainda, longe de atingirem a excelência, ao contrário do que ocorre com as relações políticas. “As relações, no quadro económico, estão muito lentas, um pouco porque devem obedecer a alguns parâmetros, como a ligação aérea entre Angola e Rwanda, que deve ter inicio em breve”, sublinhou.
Com a concretização das ligações aéreas, frisou, muitos produtos de qualidade feitos num e noutro país poderão ser alvo de importação e exportação, no quadro das relações de cooperação económica. “O Rwanda tem muitos produtos com potencial de exportação, como flores decorativas ou ornamentais, tal como Angola, que produz cimento, um produto que pode ser exportado para o nosso país”, realçou.
O diplomata lembrou que em 2018, o Presidente João Lourenço esteve em Kigali para debater assuntos relacionados com a Zona de Livre Comércio, que tem permitido, como efeito disso, trocas de visitas de delegações de nível ministerial e a assinatura de acordos e memorandos de entendimento.

Presidente em Nova Iorque
O Presidente da República, João Lourenço, partiu na manhã de ontem a Nova Iorque (EUA), onde vai participar na 74ª sessão da Assembleia-Geral das Nações Unidas.
No Aeroporto 4 de Fevereiro, o Chefe de Estado recebeu cumprimentos de despedida do Vice-Presidente da República, Bornito de Sousa, de membros do Executivo e do governador de Luanda, Sérgio Luther Rescova.
Em Nova Iorque, João Lourenço será o primeiro orador na sessão da tarde de terça-feira, dia em que, de manhã, iniciará o debate da 74ª sessão da Assembleia-Geral da ONU.

 

Tempo

Multimédia