Política

Angola e Uruguai facilitam vistos para os empresários

Garrido Fragoso

Os Governos de Angola e do Uruguai assinaram ontem, em Luanda, o acordo no domínio da facilitação de vistos para homens de negócios, no quadro do reforço das relações de cooperação entre os dois países.

Ministros realçaram à imprensa a importância do encontro entre delegações dos dois países para o reforço do intercâmbio em vários domínios
Fotografia: Mota Ambrósio | Edições Novembro

O instrumento jurídico foi rubricado pelos chefes das diplomacias dos dois países, na sede do Ministério das Relações Exteriores, no quadro da visita de trabalho do ministro uruguaio dos Negócios Estrangeiros, Rodolfo Nin Novoa.

Manuel Augusto e Rodolfo Nin Novoa rubricaram também o Memorando de Entendimento sobre Cooperação entre o Instituto Superior de Relações Internacionais “Ve-nâncio de Moura” e a Academia Diplomática do Uruguai, e um outro sobre Ensino Superior, Ciência, Tecnologia e Inovação.
Os dois países assinaram igualmente o acordo sobre Cooperação e Assistência Administrativa Mútua Aduaneira, rubricado pelo chefe da diplomacia uruguaia e o ministro das Finanças, Acher Mangueira.
Na abertura das conversações oficiais entre as delegações ministeriais dos dois países, o ministro das Relações Exteriores, Manuel Augusto, referiu que Angola e o Uruguai são parceiros há muitos anos e partilham pontos de vista comuns na arena internacional.
Do ponto de vista bilateral, segundo o ministro Manuel Augusto, os dois países cooperam nos domínios do Turismo, Agro-negócios e Formação de quadros.

Potencial por explorar
Manuel Augusto acrescentou que existe um potencial grande para ser explorado por agentes económicos dos dois países. “É neste sentido que se enquadra a visita da delegação uruguaia a Angola”, afirmou o chefe da diplomacia angola-na, anunciando para o final da visita “resultados concretos” das conversações oficiais entre delegações.

Visão comum
Em resposta a várias questões dos jornalistas, o ministro uruguaio das Relações Exteriores indicou que Angola e o seu país têm a mesma visão sobre os problemas mundiais. “Partilhamos valores, objectivos e formamos uma parceria muito forte em defesa de valores como a paz, justiça social, liberdade e independência nas distintas instâncias mundiais”, salientou o diplomata uruguaio. O Uruguai, acrescentou, é um gran-de produtor de alimentos e Angola de energia, através do petróleo, e ambos têm “amplas possibilidades de intercâmbio neste domínio, que podem resultar em benefício dos dois povos”.
O chefe da diplomacia uruguaia disse que segue com atenção a situação política de Angola, salientando que os angolanos estão a realizar um “grande esforço” com vista à diversificação da economia. Quer Angola como o Uruguai, frisou, têm condições favoráveis para desenvolver a agricultura e mani-
festou a disponibilidade do seu país para ajudar Angola a abraçar uma agricultura mais empresarial.
“O Uruguai possui grandes grupos económicos e produtivos com ‘know how’ para passar aos empresários angolanos”, afirmou, considerando que a visita é a reafirmação da qualidade institucional do país.

Chefe de Estado pode visitar Montevidéu

Antes da assinatura dos instrumentos jurídicos e da reunião de trabalho entre as delegações ministeriais, o minis-tro uruguaio das Relações Exteriores foi recebido pelo Presidente da República, João Lourenço, no Palácio Presidencial, na Cidade Alta.
Questões que dominam a atenção do Mundo, com realce para a crise política na Venezuela, foram abordadas no encontro. Rodolfo Nin Novoa considerou o Presidente da República como “líder de estatura mundial”, e admitiu a possibilidade do Chefe de Estado visitar aquele país, salientan-do que todos os pormenores da visita vão ser tratados pelos canais diplomáticos.
De acordo com o programa da visita de trabalho do ministro uruguaio , hoje, de manhã, realiza-se a primeira sessão da Comissão Mista, na qual devem discursar, além de Rodolfo Nin Novoa, os presidentes dos conselhos de administração da AIPEX, Licínio Contreiras, e da Angola Cables, António Nunes.
Angola e Uruguai estabeleceram relações diplomáticas a 26 de Março de 1988. Desde então, as mesmas passaram por diferentes etapas da sua evolução e afirmação, quer no contexto político-diplomático, como da cooperação Sul-Sul.
O regresso do ministro das Relações Exteriores do Uruguai está marcado para amanhã.

Tempo

Multimédia