Política

Angola está na dianteira no combate à corrupção

Angola tem ocupado um lugar cimeiro em África no combate à corrupção, graças à política levada a cabo pelo Presidente da República, João Lourenço, afirmou ontem, em Addis-Abeba, o presidente da Comissão do Direito Internacional da União Africana, o angolano Sebastião Isata.

Presidente da Comissão do Direito Internacional da União Africana, o angolano Sebastião Isata
Fotografia: Angop

Ao intervir na abertura do VIII Fórum sobre Direito Internacional, que decorre sob o lema “Democracia Constitucional, Estados de Direito e a Luta Contra a Corrupção”, o académico citou, como exemplo, os vários casos de peculato já julgados pelos tribunais angolanos e outros cujos processos estão em curso. Recordou que o Governo angolano assumiu a luta contra a corrupção como uma das actividades centrais.
Em relação à democracia, Sebastião Isata definiu os fundamentos jurídicos da Democracia Constitucional, que, no seu entender, não é mais do que um governo que brota do consentimento livre do povo.
Sebastião Isata acrescentou que, durante séculos, a democracia foi considerada como uma conquista da civilização ocidental, mas hoje converteu-se numa conquista universal.

 

 

 

 

Tempo

Multimédia