Política

Angola preside a órgão regional de Segurança

Angola assume dentro de seis meses a presidência do Comité Consultivo Permanente das Nações Unidas Sobre Questões de Segurança na África Central (UNSAC), durante a 49ª Reunião Ministerial da instituição, marcada para Luanda..

Angola assume dentro de seis meses, presidência da UNSAC
Fotografia: Mota Ambrósio| Edições Novembro

Ontem, o país assumiu a primeira vice-presidência do UNSAC, durante a 48ª Reunião Ministerial realizada, em Kinshasa.
No encontro de cúpula do UNSAC, o país esteve representado pelo secretário de Estado das Relações Exteriores, Tete António.
A luta contra o terrorismo e os grupos armados, a não proliferação das armas e a segurança são assuntos que fazem parte da agenda do comité.
Em Junho de 2015, Luanda acolheu a 40ª reunião ministerial do UNSAC. O encontro de Luanda, antecedido de uma reunião de peritos, analisou a prevalência de conflitos políticos regionais.
O encontro aconteceu 15 dias depois de uma reunião de Chefes de Estado e de Governos da Conferência Internacional da Região dos Grandes Lagos, que analisou a segurança humanitária e os conflitos, em especial, no Burundi, República Centro-Africana e República Democrática do Congo, países igualmente membros da UNSAC.
A diplomacia angolana tem um envolvimento assinalável nas questões para o alcance da paz e estabilidade nas sub-regiões a que pertence, contribuindo para a promoção da cooperação entre os países e preservação da união e da estabilidade.
A reunião de Luanda analisou a situação geopolítica e de segurança na África Central, com destaque para os países a enfrentarem conflitos actualmente, e os progressos registados pelo comité nos domínios da paz e segurança.
O roteiro da luta contra o terrorismo e os grupos armados, a não-proliferação das armas, a pirataria e segurança marítima, bem como o fenómeno da caça furtiva na África Central foram também assuntos discutidos pelos Estados-membros.

Tempo

Multimédia