Política

Angola forma fiscais ambientais da SADC

Lourenço Bule| Menongue

O Instituto Politécnico do Ambiente 31 de Janeiro, localizado na comuna do Missombo, na província do Cuando Cubango, vai iniciar a formação de fiscais ambientais dos países da Comunidade de Desenvolvimento da África Austral (SADC), anunciou segunda-feira, na cidade de Menongue, a ministra do Ambiente, Paula Coelho.

Fotografia: Santos Pedro

Em declarações à imprensa, no final da visita de trabalho de dois dias à província do Cuando Cubango, a ministra disse que uma delegação angolana desloca-se à África do Sul nos próximos dias para troca de experiência com fiscais ambientais daquele país.
A formação dos fiscais ambientais vai permitir o combate cerrado contra a caça furtiva, cortes de árvores e queimadas anárquicas nos parques nacionais e áreas de conservação, referiu a ministra, acrescentando que o centro agro-ecológico, na aldeia do Mbimbi, 68 quilómetros da cidade de Menongue, servirá para administrar aulas práticas para os alunos matriculados no Instituto Politécnico do Ambiente “31 de Janeiro”.
A ministra também prometeu reabilitar quatro centros agro-ecológicos do país com a ajuda do Banco Africano de Desenvolvimento (BAD) e do Fundo  das Nações Unidas para a Alimentação e Agricultura (FAO).
A ministra do Ambiente visitou os parques nacionais do Luengue-Luiana e de Mavinga, que foram reorganizados para funcionarem em pleno.

Tempo

Multimédia