Política

APN perde centenas de militantes

Um total de 950 militantes da Aliança Patriótica Nacional (APN) na província do Bié, incluindo o seu primeiro-secretário Azafi Siliveli, abandonaram no último fim de semana a  formação política, alegadamente por falta de transparência e consideração das estruturas centrais, noticiou ontem a Angop.

APN de Quintino Moreira não elegeu nenhum deputado
Fotografia: Mota Ambrósio | Edições Novembro

Aguinaldo Daniel, até en-tão segundo secretário provincial da APN, foi o porta-voz dos dissidentes.  Ele afirmou que os ex-militantes do partido liderado por Quintino Moreira estavam na condição de abandono, desde as eleições gerais de 23 de Agosto. Falam igualmente em má gestão e falta de organização e transparência dos responsáveis máximos da formação.
No Bié, a APN obteve 2.384 votos, contra  223.262 do MPLA, 148.753 da UNITA, 6.952 da CASA-CE, 4.072 do PRS e 3.343 da FNLA.
A APN não conseguiu eleger nenhum deputado, seja a nível nacional seja pelos 18 círculos provinciais.

Tempo

Multimédia