Política

Aterro sanitário de Luanda pode gerar energia eléctrica

Cândido Bessa | Lisboa

Um projecto avaliado em 200 milhões de dólares vai transformar o actual aterro sanitário de Luanda numa higiénica unidade de transformação de lixo em energia.

Fotografia: Jaimagens

Licínio Contreiras disse, em Lisboa, que o projecto é um investimento privado turco e está a ser acompanhado pela AIPEX. Outro projecto, também na área de energia e avaliado em mais de 200 milhões de dólares, de origem chinesa, prevê a instalação de nervos solares em três zonas do país.
Licínio Contreiras afirmou que ainda são reduzidos os projectos na área da energia que chegam a AIPEX, instituição que tem a missão de assegurar uma recepção e acompanhamento das propostas de investimento privado em Angola, além de promover uma captação de investimentos directos para os sectores estratégicos da economia nacional.
Entre as principais preocupações apresentadas pelos potenciais investidores e financiadores do sector da energia, Licínio Contreiras mencionou a indexação do preço da energia que o produtor vai vender ao comprador único, que é a Rede Nacional de Transporte de Electricidade (RNT), e a criação de um fundo de garantia que cubra, no mínimo, seis meses, no caso de incumprimento do comprador.

Tempo

Multimédia