Política

Beto Van-Dúnem é sepultado hoje

O corpo do nacionalista Carlos Alberto dos Santos Pereira “Beto” Van-Dúnem, falecido quinta-feira, é sepultado no fim da manhã de hoje, no Cemitério do Alto das Cruzes, em Luanda.

Membro do “Processo dos 50” faleceu na quinta-feira
Fotografia: Kindala Manuel | Edições Novembro

De acordo com um anúncio das famílias Van-Dúnem, Vieira Dias e Santos Torres, o funeral é precedido de missa de corpo presente, às 9 horas, numa das salas do Velório de Sant'Ana.
Beto Van-Dúnem foi dos integrantes do histórico “Processo dos 50”, referente aos nacionalistas presos no conjunto de três processos políticos iniciados a 29 de Março de 1959 e terminado a 24 de Agosto do mesmo ano. Nascido em Luanda a 28 de Julho de 1935, foi ministro do Co-mércio do Governo do Presidente Agostinho Neto. Antes foi director do Departamento de Organização de Massas, destinado a lançar as bases da doutrina e dos ideiais do MPLA e espalhá-los pelo país.
Numa mensagem de condolências, o Presidente da República escreveu que “o malogrado destacou-se como um patriota convicto e intrépido na defesa das causas nobres do povo angolano”, realçando que “em resultado do seu esforço e dos seus companheiros do Processo dos 50 puderam e continuam a poder desfrutar da Pátria angolana livre, onde os seus heróis serão dignificados pelo esforço de progresso e desenvolvimento que cada um de nós colocar na construção dos alicerces de um País unido e próspero”.
“Estou certo de que esta irreparável perda continuará a ser dolorosamente sentida pela família, pelos amigos e por todos que com ele tiveram a oportunidade de conviver e desfrutar do seu saber”, sublinha João Lourenço na nota.
Várias notas de condolências continuam a chegar à banca do Jornal de Angola. Destaca-se a da ministra da Cultura, Maria da Piedade de Jesus, e do Grupo Parlamentar da UNITA que lamentar a morte do nacionalista.

Tempo

Multimédia