Política

Brasil manifesta interesse nas conquistas de Angola

O secretário nacional dos Direitos da Pessoa com Deficiência do Brasil, Marcos Pellegrini, está em Angola, para no quadro da inclusão das pessoas com deficiência na Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP), colher a experiência de Angola.

Ministra Victória de Conceição
Fotografia: Agostinho Narcíso| Edições Novembro

O responsável brasileiro fica no país até dia 27 e vai participar num seminário no âmbito do projecto “Fortalecimento da capacidade política e institucional de agentes governamentais para a promoção e defesa dos direitos das pessoas com deficiência”.
Ontem, a ministra da Acção Social, Família e Promoção da Mulher, Victória da Conceição, garantiu no encontro com o responsável brasileiro, que Angola vai reforçar a advocacia pela implementação da Lei das Acessibilidades, para que seja efectiva na vida das pessoas com deficiência.
A ministra do sector, Victória da Conceição, que garantiu isso no final de um encontro com o secretário nacional dos Direitos da Pessoa com Deficiência do Brasil, Marcos Pellegrini, referiu que, embora os resultados da inclusão da pessoa com deficiência, principalmente com a sua inserção no mercado laboral sejam positivos, é preciso continuar a defender a implementação da Lei das Acessibilidades.
A ministra disse ser com muita satisfação que, nos últimos concursos realizados pelos ministérios da Educação e da Saúde, se conseguiu notar que a inserção das pessoas com deficiência foi bastante visível, comparado com os anos anteriores.
A ministra considerou que os dois por cento exigidos às empresas privadas para em-pregar pessoas com deficiência estão a ser cumpridos, porque tem-se acompanhado que, mesmo em matéria de despedimento, as pessoas com deficiência estão a ter atenção especial.

Tempo

Multimédia