Política

Candidato da CASA-CE continua no Zaire

O candidato presidencial da CASA-CE continua o seu périplo pela província do Zaire no quadro da pré-campanha eleitoral em curso.

Presidente da CASA-CE proferiu uma palestra durante a qual apresentou as linhas de força de um eventual governo da sua coligação
Fotografia: Garcia Mayatoko | Edições Novembro-zaire

Depois de ter estado sábado em Mbanza Kongo, Abel Chivukuvuku fez ontem campanha no município do Kuimba, a 62 quilómetros a nordeste da capital da província. Hoje, o aspirante ao Palácio Presidencial da Cidade Alta deve rumar para os municípios de Tomboco e Soyo. No sábado, na capital do antigo reino do Congo, Chivukuvuku afirmou que, caso vença as eleições, a CASA-CE iria trabalhar para acabar, em definitivo, com as assimetrias regionais no país. Falando durante uma palestra sobre “as riquezas do Zaire e a mudança, que benefícios?”, dirigida à juventude de Mbanza Kongo, disse que um eventual governo da CASA-CE estimularia o desenvolvimento das regiões menos favorecidas do país, onde se engloba a província do Zaire.
O combate às assimetrias regionais, esclareceu, passaria pela implementação de uma política de discriminação positiva que permitiria a atracção de quadros e outros serviços às regiões mais desfavorecidas. Para o presidente da CASA-CE, um governo por si dirigido também apostaria em sectores sociais, como a educação, para se combater o fenómeno “criança fora do sistema de ensino”, bem como na rede sanitária, para garantir saúde para todos e bem-estar. Chivukuvuku defendeu igualmente uma aposta firme na agricultura, sobretudo a praticada pelas famílias camponesas, para acabar com a fome. A distribuição equitativa da renda nacional e a valorização dos recursos humanos também fazem parte do programa de governo da CASA-CE, caso seja vencedora em Agosto próximo.
Para Abel Chivukuvuku, a primeira riqueza e a mais importante de Angola são os recursos humanos, daí ter prometido também uma prioridade na formação do capital humano do ponto de vista académico e profissional.
O candidato presidencial da CASA-CE e a delegação que o acompanha chegaram a cidade de Mbanza Kongo no princípio da tarde de sábado para uma digressão que os conduzirá aos restantes cinco municípios da província, nomeadamente Kuimba, Soyo, Nóqui, Tomboco e Nzeto, durante aproximadamente cinco dias.
À sua chegada, a delegação foi recebida por militantes, amigos e simpatizantes da CASA-CE em Mbanza Kongo, tendo percorrido a pé parte do bairro 11 de Novembro, cuja marcha culminou no recinto do antigo mercado municipal, onde decorreu um acto político de massas.
Integram a delegação o vice-presidente da CASA-CE Manuel Fernandes, a esposa de Abel, Maria Vitória Chivukuvuku, o membro do conselho presidencial, Filomeno Vieira Lopes, e o cabeça de lista de candidatos a deputados pela província do Zaire, Makuta Nkondo. Fecham a comitiva os conselheiros do presidente da coligação, Felé António, Sikonda Lulendo Alexandre, Manza Maluka e o secretário do braço juvenil da CASA-CE, Rafael Aguiar.

SAPO Angola

Tempo

Multimédia