Política

Candidatos às autarquias devem ter aceitação social

Os candidatos do MPLA (partido no poder) às eleições autárquicas previstas para 2020, deverão ter idoneidade, postura de lidar com a população, prestígio, aceitação moral e social.

 

Fotografia: DR

Os requisitos foram apresentados sexta-feira pela primeira secretária do MPLA no Huambo, Joana Lina, durante uma assembleia de militantes, destinada a esclarecer os requisitos para candidaturas às autarquias.

Joana Lina apontou ainda como requisitos a capacidade de diálogo e comunicação com a população, criatividade na mobilização política dentro e fora do MPLA, ausência de antecedentes criminais, assim como conhecimento profundo da realidade do município onde vai se candidatar.
Segundo Joana Lina, o candidato deverá ter igualmente aceitação, confiança, respeito, admiração, boas referências de gestor por parte dos munícipes, de forma a representar da melhor forma o partido.
A primeira secretária do MPLA informou que as listas de candidaturas deverão respeitar o equilíbrio do género, que não pode ser inferior a 40 por cento. Referiu também que 50 por cento dos concorrentes deverão ser menores de 45 anos de idade. Serão admitidos candidatos seleccionados por grupos de cidadãos.

Tempo

Multimédia