Política

CEAST confiante na liderança do Presidente João Lourenço

Augusto Cuteta

A Conferência Episcopal de Angola e São Tomé (CEAST) elogiou ontem, em Luanda, a postura adoptada pela actual liderança do país e acredita em boas perspectivas na luta contra os males que ainda enfermam os angolanos.

Fotografia: DR

Esta posição foi expressa por D. Benedito Roberto, presidente da Comissão Episcopal do Clero da CEAST, que considerou que a nova visão do país dá algumas certezas de que há condições para que se pugne tudo que atrapalhe o progresso da Nação.
“Estas coisas que vemos agora, devemos ao Presidente João Lourenço que, com coragem, apostou em brindar Angola com novos ares”, disse o também arcebispo de Malanje, para quem “é necessário que a população corresponda igualmente, com boas práticas, a esses bons ventos”.
Em função dos grandes desafios que se avizinham, o prelado apelou aos cristãos a continuarem a orar pelo Chefe de Estado e por seus auxiliares, no sentido de que Deus os ilumine e possam levar o país a bom porto.
Apesar de alguns resultados na luta contra certos males que lesavam o país, a CEAST, citou D. Benedito Roberto, ainda está preocupada com muitas situações, com destaque para alguns casos de corrupção, nepotismo e irresponsabilidades entre alguns governantes.
“Esses governantes deveriam, com o dinheiro que lhes chega à mão, melhorar o país e a vida das suas gentes, mas isso, às vezes, não se dá”, lamentou o arcebispo que, mesmo assim, está optimista quanto a possíveis mudanças.
D. Benedito Roberto falava ao Jornal de Angola, no âmbito do I Congresso Nacional do Clero, que decorre, sob o lema “Sacerdote, Homem de Deus Junto do Povo”, desde quinta-feira e encerra hoje, com uma celebração eucarística, na Cidade do Kilamba.

Tempo

Multimédia