Política

Centenas de explosivos são retirados no Bengo

O Instituto Nacional de Desminagem destruiu ontem 468 engenhos explosivos não detonados na localidade do Icau, município do Dande, província do Bengo.

Fotografia: Jaimagens | Edições Novembro

Entre os engenhos destruídos constam dez minas anti-pessoal, uma mina anti-tanque, 139 projécteis, 12 roquetes, 15 munições, 33 granadas e 224 munições diversas de baixo calibre.
 Em declarações à imprensa, no final do acto, o chefe da Brigada do Instituto Nacional de Desminagem (INAD), Paulo Kangandjo, explicou que os referidos engenhos explosivos não detonados foram recolhidos no projecto agrícola industrial da Quiminha, (Icolo e Bengo/Luanda), Úcua (Dande), Mabubas, Barra do Dande e Nambuangongo.
As acções de remoção dos engenhos explosivos não detonados, frisou, vão continuar na província do Bengo, sobretudo nos municípios dos Dembos, de Bula Atumba, de Nambuangongo e na comuna do Úcua (Dande).
Paulo Kangandjo apelou a população para informar as autoridades sempre que se depararem com estes meios letais, a fim de evitar acidentes, tendo aconselhado as comunidades a não mexerem em qualquer objecto estranho.
O oficial de ligação da Comissão Nacional Intersectorial de Desminagem e Assistência Humanitária (CNIDAH) no Bengo, Florentino Quileba, afirmou que a instituição está a trabalhar com os administradores municipais e comunais no processo de levantamento das zonas de risco. O  CNIDAH tem trabalhado com o INAD na recolha de engenhos explosivos, em serviços pontuais e no atendimento dos pedidos das administrações municipais.

Tempo

Multimédia