Política

Chefe de Estado envia nota de condolências

O Presidente José Eduardo dos Santos manifestou-se ontem “profundamente” consternado com a morte de cerca de 400 pessoas na Serra Leoa, em consequência das chuvas torrenciais que provocaram deslizamentos de terras e destruição de casas na capital desse país, Freetown. Na mensagem enviada ao seu homólogo,

Deslizamentos de terras em Freetown causam várias mortes
Fotografia: SAIDU BAH | AFP

Ernest Bai Koroma, o Chefe de Estado angolano expressa a sua solidariedade ao povo da Serra Leoa, solicitando que se transmitam, em particular às famílias enlutadas, os seus sentimentos de profundo pesar.
A imprensa internacional continua a repercutir a tragédia que deixou ainda 1.500 desaparecidos. O presidente Ernest Bai Koroma pediu que os moradores das áreas afectadas deixassem as suas casas, para facilitar os trabalhos de resgate, ao mesmo tempo em que apelou por mais ajuda internacional. Há um ano que o país declarou-se livre do Ébola, epidemia que matou mais de quatro mil pessoas entre 2013 e 2016.
Um funcionário do Hospital Connaught, de Freetown, havia relatado a chegada de vários corpos à morgue do estabelecimento.

Tempo

Multimédia