Política

China dá formação a técnicos de saúde

Ana Paulo |

A China vai formar quadros angolanos no domínio das tecnologias de informação médica avançada, no sentido de aumentar a eficácia e a qualidade na assistência aos doentes, garantiu ontem, em Luanda, o comandante da Marinha de Guerra da China.

Governador de Luanda com o almirante Guan Bailin
Fotografia: Dombele Bernardo | Edições Novembro

O contra-almirante Guan Bailin, que falava no final de uma audiência com o governador provincial de Luanda, Adriano Mendes de Carvalho, chegou ao país a bordo do navio “Arca da Paz” da Marinha de Guerra da China, que durante oito dias vai realizar actividades de intercâmbio académico e formação de técnicos de saúde do Hospital Geral de Luanda, no sentido de melhorarem a assistência médica aos doentes. “Vamos estabelecer parcerias para a formação de médicos e técnicos de saúde, para que estejam melhor formados e preparados para assistência médica à população”, disse.
Ainda ontem, o governador provincial de Luanda recebeu em audiência o embaixador de França em Angola. Em declarações à imprensa, Silvain Itté frisou que o seu país pretende marcar uma nova era na cooperação bilateral com Angola, depois do empossamento do novo Executivo liderado por João Lourenço.
Os Governos dos dois países devem reunir em Dezembro para definir as áreas de investimentos, mas o diplomata francês disse ser interesse do seu país investir nas áreas do urbanismo, turismo e da agricultura, em que os dois Estados estão a negociar um acordo alargado de cooperação. 
“A França quer estabelecer com Angola uma cooperação sólida de longo prazo ”, sublinhou Silvain Itté, que visitou recentemente as cidades de Mbanza Kongo e Soyo, na província do Zaire, em busca de parcerias no domínio do turismo.

Tempo

Multimédia