Política

Chivukuvuku fala em planos para progresso da Lunda-Norte

João Dias | Dundo

O candidato da CASA-CE a Presidente da República prometeu tornar a província da Lunda-Norte em terras do futuro, da esperança, beleza e do desenvolvimento, caso vença as eleições do dia 23 deste mês.

Abel Chivukuvuku garante bem-estar para a população
Fotografia: Arão Martins | Edições Novembro

Abel Chivukuvuku, que falava ontem durante um acto político na rotunda do Obelisco, no Dundo, lamentou o facto de, 42 anos depois, existirem ainda no país crianças fora do sistema de ensino e jovens sem universidades. O político criticou um conjunto de problemas sociais e económicos e reiterou: "é preciso mudança"!
O dirigente da CASA-CE insistiu no livre acesso aos recursos naturais, principalmente o diamante, nas áreas fora de concessão de empresas diamantíferas e voltou a dar ênfase à retórica do sofrimento dos angolanos, lembrando que as empresas diamantíferas deviam ter as suas sedes instaladas na capital Dundo ou mesmo nas respectivas zonas de concessão e exploração para proporcionar desenvolvimento às regiões e concomitantemente às populações. />“Por que razão a Endiama faz a exploração aqui e tem a clínica construída em Luanda?”, questionou Chivukuvuku, afirmando que isso não está certo. “As pessoas daqui também precisam de tratamento médico e de medicamentos”, defendeu. O político criticou o que considera de insensibilidade por parte de alguns governantes. Disse ser necessário saber do sofrimento das pessoas para que se saiba governar melhor. “Nós, CASA-CE, não estamos a olhar apenas no poder. Isso não nos interessa. Queremos melhorar a vida das pessoas. Já circulei pelo Leste e vejo que há muito desprezo pelo leste, que está mais atrasado”, afirmou Chivukuvuku que exortou: “a mudança tem de começar aqui no Dundo”.

Tempo

Multimédia