Política

Comité Central alargado para 497 membros

João Dias e Adelina Inácio

Os delegados ao VII Congresso do MPLA decidiram romper com as práticas negativas do passado, promovendo a defesa dos valores da urbanidade, probidade, solidariedade e responsabilidade, lutando sem reservas contra a corrupção, nepotismo, impunidade e bajulação.

Fotografia: DR

De acordo com o comunicado final, os delegados apoiam os esforços do presidente do MPLA e da República, que visam a melhoria do ambiente de negócios que possibilite a transformação da estrutura económica nacional, assente no sector privado, em particular nas micro, pequenas e médias empresas, garantindo a diversificação da economia. 

O VII Congresso elegeu 134 novos membros, concretizando assim o alargamento do Comité Central de 363 para 497 membros. O alargamento assentou, não só no aumento significativo dos militantes nos órgãos colegiais, mas também agregar valor intelectual e de actividade prática, de modo a apoiar o presidente do partido na implementação do Programa e Estatutos do MPLA, particularmente o Programa de Governação. Em relação ao tema “MPLA e os novos desafios”, os participantes deram destaque à importância da institucionalização das autarquias.

Tempo

Multimédia