Política

Comunidade faz reflexão sobre Neto

A comunidade angolana em Roma reflectiu na quarta-feira sobre a figura do primeiro Presidente de Angola, António Agostinho Neto, durante um acto político-cultural realizado na Embaixada de Angola na Itália.

Fotografia: DR

A actividade, presidida pela ministra conselheira da Embaixada de Angola, Dulce Gomes, em representação do embaixador Florêncio de Almeida, inseriu-se nas celebrações do Dia do Herói Nacional, assinalado a 17 de Setembro.
Dulce Gomes disse que Agostinho Neto “dedicou a sua juventude à causa mais nobre do povo angolano, deixando bem patente na história angolana um legado de honra, cuja dimensão transcendeu as fronteiras do território nacional”.
Durante a sua vida, lembrou, “Agostinho Neto não poupou esforços e suas acções levaram à proclamação da Independência Nacional, abolindo para sempre os vínculos e os laços políticos da desigualdade e da opressão colonial”.
A diplomata recordou  que o pensamento político de Neto compreendeu a preocupação de libertar todos os povos do Mundo submetidos à opressão colonial e ao apartheid, criando assim o lema “Na Namíbia, no Zimbabwe e na África do Sul está a continuação da nossa luta”.
Dulce Gomes enalteceu  a dimensão humanista e cultural de Agostinho Neto.

Tempo

Multimédia